Ir para conteúdo

Primary: Sky Slate Blackcurrant Watermelon Strawberry Orange Banana Apple Emerald Chocolate Marble
Secondary: Sky Slate Blackcurrant Watermelon Strawberry Orange Banana Apple Emerald Chocolate Marble
Pattern: Blank Waves Squares Notes Sharp Wood Rockface Leather Honey Vertical Triangles
Olá, Visitante!
Seja bem-vindo ao Mundo Das Capas, você está no maior portal de capas e labels para DVD's, CD's e Blu-Ray do mundo, isto mesmo! No ar desde de 2007 o Mundo Das Capas conta com um impressionante acervo de mais de 300.000 (trezentas mil) capas e labels, são mais de 135.000 (cento e trinta e cinco mil) usuários cadastrados, mais de 3.000.000 (três milhões) de page views e quase 70.000 (setenta mil) visitantes únicos todos os meses, são números extraordinários como estes que fazem do Mundo Das Capas o maior portal de capas do mundo, então sinta-se em casa, pois você está no lugar certo. Porque contentar-se com cópias e clones baratos do nosso site quando você pode ter o original?
Como Visitante você tem diversas restrições, para retirar estas restrições é necessário registrar-se, caso já seja registrado, utilize o botão "Entrar" logo abaixo, porém se você ainda não é registrado conosco, utilize o botão "Registrar-se" logo abaixo.
Entrar Registrar-se Esqueci Minha Senha
Foto

Análise Dos Sete Pecados Capitais

- - - - -

  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico

#1
Dorimar

Dorimar
  • Sexo:Masculino
  • Localização:Peruibe - Litoral Sul de S.P.
Os Sete Pecados Capitais são de interesse de grande parte da população. Além de livros publicados com o tema, filmes também já foram exibidos. Nos dias atuais, a partir da popularização dos canais fechados, podemos conhecer sobre o tema em diversos documentários, exibidos quase que diariamente. Recentemente acompanhei um desses programas.

Os Sete Pecados são definidos como atitudes humanas que de alguma forma “prejudicam” os valores “sagrados” da humanidade. A lista com os Pecados Mortais foi elaborada no século IV (4 depois de Cristo). Esses crimes morais não são relatados na Bíblia Sagrada. Foram escolhidos e difundidos pelo mundo a partir de textos escritos por Padres Filósofos. São Thomas de Aquino figura entre esses filósofos, embora não tenha sido o primeiro a tratar do tema. Apenas para informação, São Thomas de Aquino viveu no século XIII (13 depois de Cristo).

O texto original que apresentou a lista dos Sete Pecados Capitais é atribuído ao monge Evágrio do Ponto, que viveu no século IV (4 depois de Cristo). Apesar de modificações feitas na lista original, sobreviveram aos nossos dias os seguintes Pecados Capitais: Avareza, Gula, Inveja, Ira, Luxúria, Preguiça e Soberba.

Do ponto de vista religioso, os pecados capitais representam atitudes humanas que ferem os princípios divinos. Dessa forma, Deus é afrontado diretamente pelos homens quando os mesmos praticam um dos pecados destacados na lista. Vale ressaltar que, em épocas de grande fervor religioso, Seres Humanos foram executados e eliminados da sociedade, pois suas atitudes eram consideradas impuras e mereciam o castigo eterno.

Analisando os princípios dos Pecados Capitais na atualidade, percebemos claramente que tais atitudes podem representam um entrave ao desenvolvimento individual e coletivo das sociedades modernas. Hoje, não temos mais a necessidade de atribuir os pecados capitais como uma afronta a Deus. Mas, como uma afronta ao próprio Ser Humano. As divindades existentes em outras épocas já não possuem tanto valor em nossa sociedade. A partir de uma ótica agnóstica ou ateísta, respondemos que o Ser Humano é o único prejudicado quando as suas atitudes não correspondem para a melhora do convívio humano em sociedade. Ou seja, quando praticamos uma atitude que em outra época era considerada pecado, temos na realidade e na atualidade, um resultado negativo para nós mesmos, para nossos semelhantes, para nosso vínculo familiar, para nossa vida em geral.

Será possível atribuir alguma qualidade aos Pecados Capitais? Vamos analisar cada um, e tentar encontrar algo positivo. Se esse positivo não for possível, vamos analisar de que forma o “pecado” pode ser prejudicial ao nosso desenvolvimento humano. Citei a possibilidade de encontrar algo positivo na lista “maldita de pecados”, pois entendo que algumas atitudes colocadas em prática podem ser benéficas para nossa vida.

Vamos começar pelo pecado da Avareza. Tal pecado é uma atitude humana em que o indivíduo tem excessivo apego aos bens materiais. Em que medida essa atitude pode ser benéfica? Com um grande grau de moderação, a avareza pode ser importante quando desejamos alcançar algum objetivo pessoal em nossa vida. Quando há necessidade de guardarmos dinheiro para ser investido em nosso sonho da casa própria, no carro do ano, em uma viagem dos sonhos, em um investimento na carreira profissional. . . Percebemos que uma avareza moderada pode ser benéfica. Quantos não foram perseguidos no passado por terem os seus desejos materiais confundidos com avareza?Quem não possui desejos materiais nos dias de hoje? Será que você é um “pecador” por isso?Pense bem.

O nosso próximo pecado provoca sensações prazerosas que nos deixam desorientados. Alguns já imaginaram a luxúria, mas ainda é cedo para tratarmos disso. O pecado em questão é a Gula. Será que a gula é um pecado mesmo? Ela já foi inclusive uma forma de demonstrar riqueza. Em épocas passadas, os nobres e os seus semelhantes exibiam grandes barrigas como uma forma de status social. Isso mesmo! Os gordinhos e as gordinhas já ditaram as regras sociais. Já foram cobiçados e tiveram a sua “gordura” invejada por muita gente.

Apesar de todo o prazer proporcionado pela gula, os estudos modernos demonstram que a obesidade deve ser tratada como uma doença grave. Temos recebido muitas notícias sobre o surto de obesidade mundial, com destaque especial para os Estados Unidos. É obvio que a gula só faz mal para o guloso.Tratar isso como um pecado foi exagero. Se apesar de todas as informações, o guloso quiser continuar com a sua gula, vamos fazer o quê? E quanto aos gulosos que não engordam, não tem colesterol ruim e nem diabetes?Não são raros esses casos. Se tivermos que classificar esse pecado como algo maléfico ou benéfico, dependemos de exames laboratoriais que atestem a saúde física do guloso. Vou deixar para que você classifique esse pecado. Afinal, não sei como anda a sua saúde e o seu peso.

Quando conversamos com alguém sobre Pecados Capitais, e perguntamos o nome de algum pecado que lhe vem à cabeça, geralmente recebemos a resposta: Inveja. Esse talvez seja um dos campeões na lista de pecados. Um dos motivos que contribuem com a popularidade do pecado inveja, é o fato dele se materializar para muitas pessoas supersticiosas. Vejamos o exemplo: uma pessoa compra um carro novo e sai mostrando para os vizinhos. Por uma infelicidade, alguém bate no carro ou o mesmo é roubado. Pronto. É inveja! E o que falar do casal de namorados apaixonados que sempre acham que os outros casais têm inveja deles!.

A lista de possíveis invejas é comprida demais para ser relatada. É claro que quando você sai com um carro novo alguma coisa pode acontecer. Ou quando as mães de primeira viagem ficam quase sem sair de casa, pois temem que alguém sinta inveja de seu filho. A solução para isso, de acordo com as mães, é amarrar um monte de fitinhas vermelhas no braço do bebê. Essa inveja citada pelas mães supersticiosas geralmente são materializadas em resfriados, cólicas, tosse, espirros e etc. Nada mais natural para um Ser Humano que está descobrindo as sensações, os aromas, as temperaturas, os bilhões de vírus e bactérias que dividem o mesmo palco da vida com os humanos.

Como pretendo analisar os possíveis pontos positivos da inveja, lançarei algumas questões que devem orientar nossa busca. Defendo a idéia de que a inveja por coisas boas faz bem ao Ser Humano. Posso citar muitas invejas boas. Como é bom ter inveja de um grande escritor, de um grande filósofo, de um grande cientista. Devemos ter inveja daqueles que lutaram no passado e que defenderam ideais que estamos aproveitando agora. E o que falar de Seres Humanos que dedicaram grande parte de sua existência em investigações cientificas que nos deram remédios, que quebraram paradigmas religiosos, que demonstraram a grandeza do Sol, das Estrelas, dos Planetas, da Biologia, da História, da Matemática, da Física, da Química. . . A inveja boa é capaz de nos colocar em um caminho de perseverança, fazendo com que nossas atitudes presentes sejam responsáveis pela felicidade das gerações futuras. Você tem inveja de alguém?

A Ira é o nosso próximo pecado. Será que conseguimos deixar de sentir Ira?Como é possível controlar nossos instintos mais primitivos quando a nossa família está na mira de uma arma de fogo? Como controlar a nossa Ira frente a tantos casos de Pedofilia em que os culpados geralmente são pessoas de “confiança” de crianças inocentes?Pais, avós, padres, irmãos pedófilos... E as chocantes imagens de idosos sendo espancados em asilos? Pobres coitados indefesos e conscientes da humilhação. E o que dizer dos bebês que estão sendo abandonados diariamente em caçambas de lixo, córregos e esgotos?A Ira que sentimos por esses casos é importante para que possamos lutar contra essas atrocidades. Um sujeito que não sente Ira é conivente com os males da sociedade. Já imaginou se o seu filho estivesse entre as crianças mortas na chacina da escola de Realengo? O que você sentiria pelo atirador que tirou a vida da sua criança?Sem o sentimento da Ira o Homem vira um ser inanimado.



Agora chegou o momento de tratarmos do pecado que embriaga os sentimentos de homens e mulheres. Assim como a Ira, o desejo sexual desperta os instintos mais primitivos registrados em nosso DNA. Não há obstáculos capazes de segurar esse impulso humano: Estamos falando da Luxúria.

Entendemos por Luxúria as relações sexuais que visam única e exclusivamente o prazer. Os mais conservadores entendem a Luxúria como um estado em que o individuo vive para o sexo. Se os escritores da Luxúria pudessem ver a liberdade sexual de nossos tempos, certamente ficariam perplexos, pois de fato demos um salto qualitativo no que se refere às questões sexuais.

Os temas sexuais sempre estiveram presentes nos escritos humanos. Nem mesmo a Bíblia conseguiu escapar dessa deliciosa tentação: Escreveram sobre Sodoma e Gomorra, as cidades do prazer absoluto. É lógico que deram um jeito de destruir as duas cidades.Atribuiram a destruição a Deus. Diziam que o prazer levou as duas cidades ao abismo. Esqueceram de dizer que Sodoma e Gomorra, como tantas outras cidades do passado, foram devastadas por catástrofes naturais. É lógico que colocaram a culpa nos homens que se entregaram aos prazeres carnais. Para o nosso bem, terremotos e vulcões não entendem muito de sexo. A área de um terremoto ou de um vulcão depende de questões geológicas. Se a Luxúria levasse a destruição, certamente nosso planeta já estaria extinto.

A Revolução Sexual dos últimos 50 anos trouxe benefícios jamais vistos em outras épocas. As mulheres puderam controlar a sua fertilidade a partir de métodos anticoncepcionais. O sexo que visava somente à procriação foi deixado de lado. Passamos a fazer sexo por prazer, por realização pessoal, libertamos nosso instinto primitivo.

Atualmente vivemos um dilema em nossa sociedade. Muitos setores conservadores visam um retrocesso nas questões sexuais. Não são poucos os embates travados entre os setores religiosos e os que defendem a liberdade sexual em todos os sentidos. Entenda essa liberdade como a união de casais gays, a liberdade a bissexualidade, a obtenção de direitos legais aos casais homossexuais, a questão do aborto e etc. Por princípios humanos em defesa da liberdade e da felicidade das pessoas, é óbvio que luto pela liberdade sexual em todos os sentidos, e sou adversário dos grupos religiosos retrógrados. Os religiosos que fizerem a leitura desse texto têm total liberdade para criticá-lo e negá-lo. Para que isso seja feito, é preciso que tenham acesso a pessoas que foram reprimidas uma vida inteira devido a suas preferências sexuais, ou que conversem com familiares de gays que foram mortos por grupos racistas intolerantes. Quanta gente boa que existe no chamado mundo GLS. Bons filhos, bons irmãos, bons profissionais... Cuidado com preconceitos. Um dia, você poderá ter um filho socorrido por um médico gay, ou você poderá ser resgatado de um acidente de carro, preso ás ferragens, por um bombeiro de orientação sexual diferente da sua. Pense nisso.

Esse próximo pecado já recebeu até um dia da semana em sua homenagem. A segunda-feira se tornou o dia da Preguiça. O problema da preguiça é quando ele torna um Ser Humano preguiçoso em tudo. Isso é problema. Ter uma preguiça de vez em quando é muito bom para darmos um tempo para nossa mente e corpo. Podemos entender a preguiça em dois aspectos: o físico e o mental. Certamente os Seres Humanos são diferentes quanto as suas escolhas profissionais.Uns são mestres em trabalhos físicos e braçais, outros são mestres em trabalhos mentais.O que seria de nossa sociedade se todos tivessem as mesmas disposições profissionais? Por isso, sempre afirmo para meus alunos e conhecidos, que todas as profissões devem ser valorizadas, e que não existe, por mais que pareça, hierarquias nas profissões.

Vale à pena ressaltar que os principais pensadores da Grécia Antiga cultuavam o ócio. De acordo com a concepção da época, o ócio era uma virtude humana. A partir desse ócio que alguns gregos podiam desfrutar, surgiram as primeiras idéias e teorias sobre o Universo, a Política, a Natureza, a Física, a Química, a Matemática e etc. Para que essas descobertas fossem colocadas em prática, uma grande parcela da sociedade grega ficou responsável pelos trabalhos físicos. Sem esses homens trabalhando diariamente as descobertas não seriam possíveis. Portanto, aí está a importância de todas as profissões.Entendo que conseguimos ver os dois lados da preguiça.

Vamos finalizar a nossa análise. Para isso, devemos direcionar nossos esforços na compreensão do último pecado da lista: a Soberba.

A Soberba pode ser entendida como uma atitude humana de auto-suficiência. O indivíduo entende que ele próprio se basta. Isso muitas vezes gera uma atitude esnobe e arrogante.Será que existe algo positivo na Soberba? Acredito que sim e vou tentar demonstrar.

A auto-suficiência humana permitiu que muitos Seres Humanos questionassem as “verdades reveladas” pelas religiões. Quando percebemos que muitas respostas estavam dentro de nós, passamos a entender o mundo de outra forma. Considerando que para muitos isso é uma atitude soberba, percebo que da mesma forma como há uma inveja boa, também é possível que exista uma soberba boa. Soberba no sentido de auto-suficiência não pode ser confundida com arrogância. Esse é um sentimento que degrada o Ser Humano.

Qual a conclusão que podemos tirar dos SETE PECADOS CAPITAIS? Concluímos que são vícios humanos. E como tudo em nossa vida, se não formos cautelosos com nossas atitudes podemos descambar para o excesso. Vimos que muitos vícios capitais são importantes para o desenvolvimento de nossa sociedade. Que muitos deles fazem parte de nossa natureza humana,das nossas vontades e desejos.Tenha em mente que você sempre será tentado pelos vícios humanos. Somente você poderá dosar o quanto vai se entregar as delícias mundanas. VIVA O PECADO!!!!!
  • 0
Imagem Postada


Contas Premium